Waves pode auxiliar um app de transporte descentralizado?

A cada que se passa os governos vêm perdendo sua soberania, graças a internet e a informação descentralizada as pessoas vêm percebendo a sujeira que é jogada para baixo dos tapetes.

Aos olhos do autor o futuro pertence a um mundo descentralizado com aplicativos “sem donos” e que é impossível ser censurado, afinal se não existe um dono ou uma pessoa central a quem nós vamos perseguir para que aquilo seja tirado do ar imediatamente?

Isso não só é o futuro como já é o presente, vejamos o caso do Lbry, que é uma alternativa ao Youtube, mesmo que acabem com a Lbry Inc. outras pessoas podem simplesmente copiar o software Lbry e continuar a distribuição de vídeos descentralizados onde cada internauta pode ser um distribuidor dos vídeos (semelhante ao Torrent).

Aplicativos de Transporte descentralizados

Já existe uma alternativa aos aplicativos de transporte, ela é o Arcade City, é uma alternativa ainda bem discreta porém funcional e há formas de se melhorar.

Então, como a Waves pode auxiliar um aplicativo de transporte descentralizado? A Waves pode auxiliar um novo aplicativo através das Stablecoins (BRLN, USDN, EURN e etc.), os usuários nem precisam se preocupar com qual é a cotação ou qual é a conversão para aquele momento, pois é uma moeda estável pareada ao Real, Dólar ou Euro.

No Brasil seria uma ótima implementação, basta o viajante pagar em BRLN ao motorista sem ao menos se preocupar com qual é a cotação no momento do pagamento.

Após receber os BRLN em sua carteira o motorista faz o que bem entender com o valor, seja transformá-los em Waves ou vendê-los no SafeEscrow para pagar a sua gasolina ou até melhor, pagar a gasolina com BRLN.

O que viajante e motorista ganhariam com isso?

Viajante e motorista têm muito a ganhar com essa migração, afinal o aplicativo é descentralizado, quem recebe as taxas é uma carteira que se for bem cuidada, quem saberá quem é o dono?

Dessa forma, se governantes desejarem receber a sua quantia eles irão cobrar de quem? Se não houverem tributações do estado as viagens ficarão mais baratas ao viajante, dessa forma o “dono do aplicativo” ficará com sua pequena parcela por ter oferecido o software e o motorista ficará com o restante por ter prestado o serviço.

E se o motorista quiser os “seus direitos”?

Caso o motorista queira ter os “seus direitos” e o viajante queira pagar mais caro por isso, basta o motorista continuar usando as plataformas centralizadas que provavelmente terão que pagar esses direitos em algum futuro não tão distante.

Pra finalizar, apenas por existir a Waves já pode auxiliar um aplicativo de transporte descentralizado.
Com esse aplicativo, todos (menos o estado) ganham, principalmente os mais pobres por pagarem mais barato pelo serviço utilizado.


Faça parte da comunidade Waves Brasil!

Telegram
Twitter
Facebook
Instagram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.