Blockchain TRON é a mais nova integração do protocolo Gravity

Utilizando o Tron como exemplo, mostraremos a integração de um blockchain ao protocolo.

Continuando a série de atualizações sobre o protocolo Gravity, hoje vamos falar sobre a integração da testnet TRON. Com essa rede, aumenta para quatro o número de blockchains integrados ao protocolo. Antes do TRON, já estavam integrados Ethereum, Waves e Binance Smart Chain. Nesse artigo, iremos dar uma visão geral, utilizando exemplos, de como um novo blockchain pode ser incorporado à rede.

O Gravity lançou recentemente uma versão devnet, para testar as atualizações do protocolo e manter a compatibilidade e sincronização das redes integradas. Essa integração é fundamental para manter o agnosticismo de blockchain do protocolo. Buscamos estabelecer uma base técnica adequada, que englobe a maioria dos recursos que possam ser exigidos pelas redes, facilitando assim novas integrações.

O Tron é um sistema operacional descentralizado, baseado em blockchain, muito parecido com o Ethereum, no sentido de promover a descentralização da internet e sua infraestrutura. Além disso, o Tron é uma plataforma de contrato inteligente de alto rendimento, alta escalabilidade e alta disponibilidade para os aplicativos descentralizados (DApps) em seu ecossistema. A responsável por esse blockchain é a organização Tron Foundation, liderada por Justin Sun e com sede em Cingapura. O token nativo da rede é o Tronix (TRX).

Framework de teste de integração

Primeiramente, mostraremos o framework para testes de integração. Este framework é um fluxo para adicionar novos blockchains, que oferecemos aos desenvolvedores do código aberto do Gravity. Atualmente, o framework visa transferências entre blockchains, por meio do gateway agnóstico SuSy, implementado no protocolo.

O repositório de testes de integração verifica toda a funcionalidade do gateway, em um determinado blockchain. Os testes para os contratos são escritos em Golang, usando uma biblioteca de uso geral, testing.

Se um conjunto de testes, executados em um blockchain recém-integrado, for bem-sucedido, todos os estágios da integração implementada, começando com a lógica que implementa a leitura do blockchain (extração) e terminando com a verificação de dados na rede, também devem ser considerados bem-sucedidos. O código, que foi depurado usando o framework, poderá ser reutilizado para integrar um novo blockchain-alvo e seus contratos inteligentes na rede Gravity. Isso será descrito com detalhes nos próximos artigos.

Visão geral da integração TRON Shasta

Preparando contas e infraestrutura

Primeiramente, vamos falar sobre as etapas iniciais dos testes Gravity na testnet TRON Shasta, acessando a rede pública de teste TRON.

Para executar os testes em sua máquina ou em um servidor, certifique-se de ter docker & docker-compose instalados e disponíveis para uso. Para facilitar, fornecemos uma conta com fundos na rede de teste TRON Shasta: 0x657FeC03D0a19Ad719903E3ee1339B762627100d. Caso não haja fundos suficientes, você poderá arrecadá-los com moedas de teste (TRON), através de uma faucet.

Caso você queira utilizar sua própria conta testnet para conduzir os testes, use este guia para criar uma conta testnet TRON Shasta e financiá-la com tokens testnet TRON. Após criar a conta, cole a chave no arquivo ./integration-tests/solidity/tron/config.json, substituindo a primeira chave privada do oracle (“oraclepk”).

TRON e Gravity

Por fim, execute o bash-script test-tron-shasta.sh para implantar e testar contratos no testnet TRON Shasta.

TRON e Gravity

Como mostra a imagem acima, todos os testes foram aprovados com sucesso e se comportaram conforme o esperado. Isso confirma a compliance da rede com os requisitos do protocolo Gravity e nos permite avançar para a próxima etapa de integração.

Em suma, este artigo mostrou como a testenet TRON Shasta interage a partir do framework de teste de integração, permitindo implementar e testar contratos Gravity. No próximo artigo, explicaremos como finalizar essa integração, adicionando o blockchain alvo à interface do Gravity Core e implementando todos os contratos inteligentes necessários para contas testnet TRON Shasta. Fique ligado!

Para mais informações, você pode ler o Whitepaper do Gravity, visitar o site, nos seguir no Twitter e Telegram ou entrar em contato através do email press@gravity.tech


Faça parte da comunidade Waves Brasil!

Telegram
Twitter
Facebook
Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.