Atualização da plataforma Waves Enterprise

A versão atualizada da plataforma Waves Enterprise possui um novo tipo de consenso, melhorando o suporte para transações atômicas e muito mais.

A principal característica deste lançamento da Waves Enterprise é a adição do protocolo de consenso Crash Fault Tolerant (CFT), que no futuro substituirá o atual PoA em redes privadas, simplificando a interação de aplicativos externos com a rede blockchain, graças à rápida finalização dos blocos, e reduzindo custos de integração.

Node

Consenso CFT

A implementação do consenso CFT, um consenso com fast finality, eliminará possíveis rollbacks (“reversões”) comuns de transações, que surgem devido às especificidades da infraestrutura descentralizada de redes de blockchain e algoritmos de consenso “Proof-of-anything” (“prova-de-qualquer-coisa”) populares e usados na maioria das plataformas de blockchain.

Ao contrário dos algoritmos de consenso clássicos, o consenso CFT não está sujeito a desvios de bloqueio e rollbacks (“reversões”). Por exemplo, no consenso PoS ou PoA, o processo de criação, distribuição e sincronização de blocos pelos mineradores inclui a possibilidade de uma bifurcação regular da rede e existem procedimentos especiais de “resolução de bifurcação”. Esse problema não existe em nosso novo consenso CFT.

Em outras palavras, o uso do novo consenso CFT permitirá que desenvolvedores de aplicativos sempre tenham certeza de que uma transação enviada para a pool UTX de um nó de rede blockchain foi registrada, não sendo necessário verificar sua presença no registro antes de executar ações relacionadas.

O uso do consenso CFT irá simplificar a integração de aplicativos e sistemas externos com uma rede blockchain privada construída na plataforma Waves Enterprise. Seu uso reduz significativamente os custos para desenvolvedores de aplicativos de negócios, associados à criação de software que monitora as operações e o estado atual do blockchain.

A configuração de uma rede blockchain ainda comporta o consenso PoA. No próximo ano, a equipe planeja lançar uma ferramenta para automatizar a migração de redes privadas de PoA para CFT.

Melhorias no modelo de evento gRPC

Na última atualização da plataforma, adicionamos o modelo de evento gRPC, que permitiu aos desenvolvedores alternar entre o envio de solicitações para a interface REST de um node e a assinatura de notificações sobre eventos no node. Na versão 1.5, a equipe conseguiu otimizar e unificar o formato de transferência de dados, convertendo todos os fluxos de dados em um formato binário. Também adicionamos a capacidade de chamar o método NodeConfig no gRPC para interpretar corretamente os dados recebidos por meio deste protocolo. Além disso, o método de obtenção do status de execução do contrato inteligente (ContractStatus) foi transferido para o protocolo gRPC. Também adicionamos a capacidade de chamar o método NodeConfig no gRPC para interpretar corretamente os dados recebidos por meio deste protocolo. Além disso, o método para obter o status da execução do contrato inteligente (ContractStatus) foi transferido para o protocolo gRPC.

Atualização do Crawler

O serviço de extração de dados de nodes e transferência para o serviço de dados, denominado Сrawler, recebeu várias atualizações:

  • Adição de suporte para  gRPC. Suporte REST descontinuado
  • Adição de suporte para transações atômicas
  • Adicionada a capacidade de usar um certificado SSL personalizado para Postgres em serviços em nuvem
Client

Esta parte da plataforma recebeu suporte total para as transações atômicas, lançadas na atualização anterior. Além disso, a equipe melhorou o UX \ UI:

  • Incluído exibição de transações atômicas
  • Atualização de estilos na tabela de informações sobre as transações
  • Mensagens mais detalhadas na restauração e registro de contas
  • Inclusão de cores para cada token
  • No card do usuário, o link para pesquisa de transações de endereço foi alterado para pesquisa por participante
  • Inclusão de formulário para feedback, quando o carregamento de dados for lento
  • O serviço de autorização foi alterado para endereços de e-mail que não diferenciam maiúsculas de minúsculas
  • Correção do formulário de registro no Firefox

O serviço de dados adiciona a capacidade de pesquisar por um ID de transação atômica, assim como suporte para certificados SSL nativos para Postgres em serviços em nuvem.

Confira roadmap da Waves Enterprise para 2021 AQUI.


Faça parte da comunidade Waves Brasil!

Telegram
Twitter
Facebook
Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.