Waves 2020

Artigo escrito por Sasha Ivanov, fundador da Waves.

Desde 2014, eu gosto muito de blockchain. Lembro-me de quando era algo de nicho e a comunidade era pequena. O momento em que entendi como o Bitcoin funcionou foi um enorme momento Eureka para mim, uma revelação que mudou a minha vida, e decidi dedicar o resto da minha carreira a tornar os registros distribuídos acessíveis a todos.

Como resultado, o Ecossistema Waves foi lançado em 2016 e sempre vimos nossa missão como fornecer soluções alternativas, saindo da caminho comum, seja com contratos inteligentes completos não-Turing, dividindo blocos maiores em microblocos para processamento mais rápido, governança da política monetária e muitas outras coisas. Mas sempre se resumiu a uma coisa: impulsionar a adoção em massa da tecnologia blockchain.

Nem sempre conseguimos, devido a muitas razões, subjetivas e objetivas. Mas ganhamos toneladas de experiência que nos permitem ajudar a criptografia a dar o passo final em direção à adoção em massa.

A tecnologia Blockchain foi criada originalmente para criar uma nova forma de sistema monetário, e até hoje os aplicativos financeiros ainda são o caso de uso mais importante. O próximo passo natural no desenvolvimento de aplicativos financeiros descentralizados é o “financiamento programável” ou DeFi, que efetivamente cria bancos descentralizados. É muito importante observar que não deve ser “Banco para Criptos”, quase centralizado e imitativo, é exatamente o oposto – finanças às quais estamos acostumados (crédito, Forex, depósito), mas descentralizados, executando contratos inteligentes, transparente e acessível a todos.

Recentemente, o protocolo Neutrino foi lançado na Waves. Permite a criação de moedas estáveis com juros (ativos com preço fixo) lastreadas em ativos digitais. O USDN, um ativo atrelado ao dólar, foi lançado pouco depois sobre o protocolo Neutrino. Neutrino transforma a economia subjacente de rendimentos (stake) em blockchain em um depósito bancário comum. Há uma grande melhoria, uma vez que fornece aos usuários o controle total de seus ativos, eles são mantidos nas carteiras dos usuários e o rendimento diário é pago a eles. O USDN está atrelado ao dólar, para que os usuários recebam efetivamente entre 10 e 15% de juros anuais sobre o dólar.

Uma observação, eu gostaria de chamar sua atenção para o fato de que ele não se baseia em empréstimos p2p, que fortalecem o ecossistema Ethereum DeFi. Em vez de utilizar pools de empréstimos, o USDN utiliza a mecânica da blockchain que garante a segurança da rede e a transforma em uma fonte de renda para usuários do mundo real.

Neutrino está crescendo. Mas acho que é crucialmente importante não focar nos países desenvolvidos, mas alcançar um público internacional mais amplo. É muito razoável pensar que alcançaremos a adoção em massa mais rapidamente em países sem um sistema bancário estabelecido. Podemos simplesmente pular bancos lá e passar diretamente para criptografia.

Para acelerar o alcance desse objetivo, os principais desenvolvedores da Waves se concentrarão nos produtos que facilitam a transição para a nova tecnologia para pessoas não técnicas e ajudam a comunidade de criptografia a criar ferramentas que nos permitem enfrentar os problemas que enfrentamos ao conseguir a adoção em massa em uma frente unificada.

O primeiro desses produtos é o lançamento de ativos internacionais na Neutrino, ativos vinculados a moedas nacionais, ativos vinculados ao ouro e permitiremos uma troca quase instantânea entre os ativos. Assim, criaremos efetivamente o primeiro Câmbio Descentralizado Internacional!

Seguindo a tradição, chamaremos DeFo. A troca de moeda é um grande problema para muitos países, como Venezuela, Argentina e Líbano, para citar alguns, as taxas de remessas internacionais podem atingir dois dígitos com bastante frequência.

Portanto, ao introduzir moedas nacionais e suas trocas em Neutrino, resolvemos dois problemas – criamos um instrumento remunerado vinculado a uma moeda local, mas geramos juros efetivamente vinculados ao dólar americano, permitindo proteger os riscos cambiais e criamos um mecanismo de câmbio simplificado entre diferentes moedas nacionais.

Este produto não se baseia em especulações, se baseia no alcance máximo e em um forte desejo de resolver problemas do mundo real que todos estamos enfrentando. Eventualmente, também pretendemos portá-lo para outras blockchains, para máxima penetração e adoção.

Isso agora me leva a um novo tópico – nosso recém-lançado protocolo Gravity e seu papel no futuro do ecossistema Waves (e criptos em geral).

Gravity é um protocolo de dados que foi criado para conectar blockchains (Waves, Ethereum, Bitcoin, etc) arbitrárias ao mundo exterior e entre si. É verdadeiramente independente (independente de qualquer blockchain em particular) e não possui um token nativo. Ele trabalha com as economias das chains participantes. Os nós do Gravity Hub bloqueiam uma certa quantidade de tokens nativos das cadeias participantes e recebem compensação pelos dados que eles fornecem com os tokens nativos.

O Gravity vai além de simples Oráculos (os famosos Oracles), sua tarefa é criar um balcão único para todos os dados que você possa precisar das blockchains, sejam elas taxas de câmbio, dados de logística, na verdade quaisquer dados do mundo não pertencentes as blockchains ou dados de outras blockchains . Ele fornecerá conectores para todas as chains viáveis, confiáveis quando possível e confiáveis quando não estiverem. O problema da confiança é resolvido através de um protocolo de consenso adicional no qual os nós do Gravity são executados.

Gravity é a base, uma cola que conecta todos as blockchains. Além disso, haverá aplicativos, protocolos de segunda camada. Provavelmente o mais importante seria o Value Hub. Este é um protocolo de transferência de token, permitindo a transferência de valor entre todas as redes possíveis. Efetivamente, deve criar um espaço de ativos para todas blockchains e, de certa forma, um espaço econômico. Os detentores de token Waves devem se beneficiar mais, pois seremos os primeiros a adotar; O token Waves (e tokens criados na Waves) estarão em todos principais blockchains!

Efetivamente, estamos criando o Interchain DeFi. Torna os produtos DeFi acessíveis em todas as chains, permite protegê-los com um portfólio diversificado de ativos e usa ao máximo as especificidades de uma determinada cadeia. Um dos primeiros produtos da Interchain DeFi será, obviamente, o Neutrino, portado para diferentes chains.

Abordamos o problema de adoção em massa de duas maneiras complementares, focando em produtos de varejo disruptivos e melhorando a infraestrutura geral de criptomoedas, aumentando efetivamente a comunidade cripto e, eventualmente, desfocando a linha entre as criptomoedas e o mundo real.

Só precisamos de um impulso final e o mundo mudará para melhor. Nós temos planos para o futuro da Waves, a perspectiva da Waves 2.0 está sendo formulada agora e deve nos levar além das blockchains!

Enquanto isso, vamos ao que interessa, Forex Descentralizado, Data Superhub e Waves em todas blockchains. Estou realmente empolgado com o que está por vir!

Links úteis

GravityHub – https://gravity.tech/

Neutrino – https://neutrino.at/

Artigo publicado originalmente em https://medium.com/wavesprotocol/waves-2020-d5961771c4e7.


Faça parte da comunidade Waves Brasil!

Telegram
Twitter
Facebook
Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.