USDN supera stablecoins do Ethereum.

Confira as vantangens do USDN comparado às demais stablecoins do mercado.

Você que acompanha de perto o mundo das criptomoedas já deve ter notado como as stablecoins vêm ganhando cada vez mais o centro das atenções. E isso não é só devido à volatilidade, mas também por elas resolverem problemas relacionados à opções de pagamento, câmbio e negociações de colateral, por exemplo. Apesar da stablecoin mais popular ainda ser o Tether (USDT), muitas alternativas estão sendo emitidas por exchanges e startups famosas do blockchain Ethereum.

A Waves, por outro lado, lançou sua própria stablecoin, chamado Neutrino, que alavanca o Protocolo ao utilizar o token Waves. Neste artigo, faremos uma análise aprofundada do que realmente diferencia o USD Neutrino (USDN) das outras stablecoins e quais vantagens / desvantagens que uma rede pode ter sobre a outra.

Tabela Comparativa StableCoins USDN

Blockchains e colaterais

Das stablecoins listadas na tabela acima, apenas uma opera no blockchain Waves. Todas as demais são da rede Ethereum. A emissão de tantas moedas pelo Ethereum é por ele ser ainda o mais popular do setor.

O USDN, por outro lado, foi desenvolvido pela equipe Waves e, portanto, construído sobre seu próprio ecossistema (blockchain Waves). Esse blockchain é um dos maiores e mais bem-sucedidos concorrentes do Ethereum. Alguns de vocês podem se perguntar por que utilizar o blockchain Waves, quando todos os outros projetos estão no Ethereum. A resposta pode ser descoberta rapidamente. Com a onda das Finanças Descentralizadas (DeFi), o número de usuários do Ethereum aumentou drasticamente, deixando seu blockchain sobrecarregado. Atualmente, uma simples transação de USDT pode levar até 20 horas para ser confirmada. Com isso, todas as moedas em execução no Ethereum são afetadas e, a menos que a euforia diminua, não haverá tão rápido uma solução para resolver o problema.


É nesse cenário que o USDN se torna uma opção interessante e necessária.

A maioria das stablecoins são lastreadas em FIAT e, portanto, usam dólares americanos como garantia. Elas alcançam estabilidade mantendo uma proporção de 1 para 1 com o dólar. Mas existe uma outra categoria de stablecoins, lastreadas diretamente por criptomoedas e não por FIAT. Elas utilizam um mecanismo algorítmico de compra/venda do ativo de referência para sua contraparte de derivativos. Esse é o caso da Waves e do Dai. Vamos nos concentrar na Waves e dar um exemplo concreto de como funciona sua stablecoin.

O protocolo Neutrino calcula e ajusta o fornecimento do token USDN, de acordo com a mudança da taxa de câmbio da moeda USDN. Isso ocorre através de mecanismos algorítmicos. O funcionamento do USDN é semelhante à outras stablecoins diretamente lastreadas em USD, exceto pelo fato do blockchain criar ou resgatar tokens, dependendo da flutuação de preço da Waves.

Se o preço da Waves sobe, um fundo de reserva é criado para manter o lastro, caso ocorra uma queda. Quando o fundo de reserva não é grande o suficiente para compensar a queda no preço, o contrato inteligente emite tokens especiais. Esses tokens podem ser comprados com USDN e, em seguida, liquidados na proporção de 1: 1. Todos esses mecanismos são operados por bots e market maker lançados por voluntários dentro da comunidade Neutrino.


Staking

A possibilidade de lucrar com as criptos que você mantém em seu portfólio é algo que diversas exchanges e plataformas de empréstimo vêm oferecendo nos últimos tempos. Por isso que as stablecoins fazem tanto sucesso. De fato, investir em criptomoedas sem ter que enfrentar problemas de volatilidade é uma ótima opção, quando comparada, por exemplo, as poupanças tradicionais, que não tem como competir com as taxas que oferecem atualmente.

Algumas moedas podem render até 12%. Mas o que o USDN oferece é incomparável. Em seu ponto mais alto, o USDN poderia render até 25%. O truque para oferecer taxas tão atrativas está na em sua engenhosa “cripto colateralização”. Como vimos anteriormente, Waves é a moeda que lastreia diretamente os tokens USDN.

O blockchain da Waves tem seu próprio algoritmo de staking, rendendo 6% ao ano. Todos as Waves bloqueadas no contrato inteligente USDN estão gerando automaticamente essa taxa. Esta taxa é convertida em USDN e alocada aos usuários que mantém seus tokens em stake, aumentando assim a taxa anual, pois eles também receberão da parcela de usuários que não colocam seus tokens em stake. Além disso, quando o valor do token Waves aumenta, as recompensas também aumentam. Portanto, é dessa forma que o stake de USDN pode oferecer uma taxa anual de 20-25%.


Conclusão

Com o crescimento da indústria das criptomoedas, fica cada vez mais claro que o segmento se parece com uma versão moderna do nosso sistema financeiro tradicional, obedecendo às suas próprias regras. As stablecoins se tornaram, sem dúvida, peça fundamental do universo das criptos. E, de fato, não poderíamos avançar sem elas. Lidar com a volatilidade foi um primeiro passo, mas como vimos, esse era apenas um dos muitos objetivos.

A Waves está expandindo os limites do que se pode alcançar com stablecoins, permitindo que seu próprio token se torne o pilar de uma nova economia descentralizada. Eles estão abrindo caminho para inovações que possam avançar na direção de novas soluções escaláveis.


Faça parte da comunidade Waves Brasil!

Telegram
Twitter
Facebook
Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.