Neutrino propõe mecanismo para tokenizar ativos populares como Bitcoin e Ouro

Fundador do protocolo Neutrino, Aleksei Pupyshev, propõe um mecanismo para lançar os novos ativos, $BTCN e $GLDN, pareados ao Bitcoin e ao ouro.

O protocolo Neutrino foi projetado para ser uma ferramenta de tokenização de ativos financeiros. Para isso, são lançados ativos pareados a instrumentos financeiros, como ações ou índices.

Esse artigo propõe um mecanismo diferente de colaterização (lastro), que permitiria a integração de centenas de ativos sintéticos voláteis. Essa ideia apareceu pela primeira vez nas expectativas do Neutrino para 2020, recebendo o nome de Collider. A ideia é que o Collider abriria caminhos para tokenizar ativos populares como BITCOIN, GOLD, SNP500 etc.

Agora apresentamos mais detalhes sobre esse conceito, tomando como base o token NSBT (Neutrino System Base Token).

Propomos um novo mecanismo que permite a emissão de BTCN, GLDN e outros ativos especulativos do Forex Descentralizado (DeFo), além da possbilidade de colocá-los em stake. Mas para contornar a volatilidade de ativos altamente instáveis é necessário uma “supercolaterização” ou “superlastro”.

Logo, a ideia é criar um algoritmo de “colaterização” (lastro ou garantia). Esse algoritmo iria gerar o staking automático de BTCN e GLDN, assim como de outros ativos altamente voláteis, os chamados sDeFo (“speculative DeFo”).

O lastro desses ativos seria o USDN (lastro “básico”) e o NSBT (utilizado para a super-colaterização). Admitindo que o USDN é o ativo mais popular do protocolo, por causa de sua estabilidade e potencial de aplicação.

Vamos ter uma visão geral do algoritmo usando BTCN como exemplo.

O sistema utiliza três tokens:

  • USDN
  • NSBT
  • nVault – este último é um token não fungível (NFT), que representa o direito de propriedade dos ativos USDN e NSBT bloqueados.
Emissão de BTCN

Suponha que o preço de 1 BTC seja igual a U$20.000 e o preço de 1 NSBT igual a U$100.

Caso uma pessoa queira emitir 1 token BTCN, ela precisa depositar 20 mil USDN e 800 NSBT em um nVault no contrato inteligente. A taxa de colaterização (lastro) é de 100% para USDN e de 400% para NSBT.

Exemplo: 4*20.000 / 100 = 800

O emissor irá receber 1 BTCN e alguns tokens NFT nVault.

Staking de BTCN

O BTCN é lastreado por tokens que geram rendimentos através de stake.

O stake de BTCN é similar ao de USDN, isto é, por meio do bloqueio em um contrato inteligente, com a obtenção de capturas instantâneas do contrato e emissão de pagamentos em massa.

A rede ETH e outras que tem como base a EVM possuem o recurso de stake automático, o que está incluído no ERC20 USDN.

Os tokens que compõem o lastro, USDN e NSBT, também vão para o stake.

O processo de geração de novos BTCN para pagamentos de stake é o seguinte:

  • Todos os rendimentos gerados a partir do staking de USDN e NSBT são convertidos para USDN
  • Do total de rendimentos gerados, 1/5 permanece em USDN, 4/5 são convertidos à taxa de câmbio atual em NSBT, diluindo a participação de NSBT em todos os nVaults e substituindo-a por USDN
  • A emissão de novos BTCNs ocorre através do mecanismo descrito acima, e são pagos aos stakers
  • nVaults que foram recebidos automaticamente permanecem no contrato inteligente. Qualquer usuário pode fazer o resgate por USDN
  • USDNs da venda de nVaults são novamente creditados no contrato como recompensa de stake
Resgate

Para converter o BTCN de volta para USDT e NSBT é necessário enviar a quantidade do BTCN e o token nVault para o contrato inteligente. O lucro ou valor de resgate é calculado da seguinte forma:

Valor de resgate = USDNbloqueado + NSBTbloqueado * preçoNSBT – quantidadeBTCN * preçoBTC

Bitcoin USDN DeFo
Arquitetura do Neutrino: O USDN é uma stablecoin lastreada em WAVES. Essa stablecoin é, por sua vez, lastro das moedas nacionais do DeFo e, segundo a proposta, dos ativos sintéticos especulativos (sDeFo). O NSBT, além de ser um token de governança, também serviria como lastro do sDeFo.
Motivação para os investidores

Espera-se que o BTCN tenha boa liquidez, lucratividade e potencial especulativo. Emissores estão apostando no crescimento do NSBT, ultrapassando a dinâmica da taxa do BTC, tendo o valor de resgate como lucro.

Os titulares de BTCN, adquiridos no mercado, podem simplesmente armazená-lo como um Bitcoin normal, recebendo pagamentos de stake em BTCN.

O esquema proposto tem uma série de vantagens:

  • O BTCN tem como lastro por um token líquido: USDN
  • O BTCN tem uma grande quantidade de lastro (em excesso) protegendo-se contra a volatilidade do Bitcoin
  • A infraestrutura dos tokens NFT e da Waves, que irão servir de suporte, irá se desenvolver rapidamente
  • O algoritmo adequa-se a qualquer tipo de ativos especulativos: GLDN, TSLN, SNPN, etc
  • Com o blockchain Waves, é fácil implementar e manter o algoritmo; no entanto, o BTCN também pode ser emitido como um token ERC20 por analogia com ERC20 USDN
  • Espera-se que ocorra uma demanda significativa por NSBT, o que estimula o crescimento de sua capitalização de mercado e garante seu papel como símbolo da recapitalização do Neutrino.

Esperamos que essa proposta possa gerar uma troca de ideias na comunidade e que venham novos ativos #DeFo, com volatilidade alta e lastreados por $USDN e $NSBT.


Faça parte da comunidade Waves Brasil!

Telegram
Twitter
Facebook
Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.