As conquistas do protocolo Neutrino em 2020

Neste post, mostraremos os principais destaques e conquistas do protocolo Neutrino no ano que passou.

No começo do ano o protocolo Neutrino era bem jovem, com pouco mais de um mês do lançamento beta. No entanto, já em fevereiro, três meses após o lançamento da versão beta, o Neutrino se tornou um dos aplicativos descentralizados mais usados ​​no blockchain Waves, com quase 3.000 usuários interagindo com o seu contrato inteligente.

Em março, o Neutrino atingiu o importante marco de U$5 milhões em WAVES depositados no contrato inteligente, para gerar o Neutrino USD (USDN), a primeira stablecoin (moeda estável) lançada no protocolo. Enquanto isso, o volume diário de negociações do USDN na exchange atingiu o valor de U$2 milhões de dólares.

No primeiro semestre de 2020, foram adicionadas inovações importantes  à mecânica de recapitalização e economia de tokens, além do Neutrino System Base Token (NSBT), o token utilitário e de governança do protocolo.

Em agosto, foi criado um gateway com base na infraestrutura da Waves.Exchange, para a emissão de tokens ERC-20 USDN. Posteriormente, as operações de gateway serão descentralizadas por meio de uma rede ativa de oracles, usando os protocolos Gravity e SuSy.

Muitas parcerias novas fortaleceram a extensão dos serviços Neutrino para DeFi: Band Protocol, 1inch & Mooniswap, Curve, Zerion entre outros. Como resultado, o token ERC-20 USDN tornou-se disponível na maioria das DEXes ERC-20, incluindo Uniswap, Mooniswap e Curve.

Posteriormente, houve a portabilidade do NSBT para a rede Ethereum e do USDN para a Binance Smart Chain (BSC), o que abriu novas oportunidades para os usuários do Neutrino em aplicativos DeFi construídos na BSC.

No final de setembro ocorreu o lançamento da extensão DeFo (Decentralized Forex) no protocolo Neutrino. A partir daquele momento, a extensão também ficou disponível na Waves.Exchange, facilitando negociações (swaps) contínuas e staking de stablecoins.

No momento do lançamento, sete ativos, incluindo o USDN e seis stablecoins, escolhidas pela comunidade e pareadas às moedas nacionais, foram disponibilizados para negociações e staking no DeFo, além das negociações na Waves.Exchange:

  • Neutrino EUR (EURN), pareado ao Euro
  • Neutrino CNY (CNYN), pareado Yuan chinês
  • Neutrino JPY (JPYN), pareado Iene japonês
  • Neutrino RUB (RUBN), pareado Rublo russo
  • Neutrino UAH (UAHN), pareado à Hryvnia ucraniana
  • Neutrino NGN (NGNN), pareado à Naira nigeriana

Posteriormente, com base na votação da comunidade por meio do NSBT, também foram emitidas as stablecoins atrelados à Libra esterlina (GBPN), Lira turca (TRYN) e Real brasileiro (BRLN).

Simultaneamente ao lançamento do DeFo, a mecânica do NSBT passou por ajustes, introduzindo a chamada “bonding curve” (“curva de ligação”), que conecta o valor das reservas ao preço do NSBT.

Desde a emissão do USDN, seus holders têm aproveitado a funcionalidade exclusiva de staking, com base na economia do blockchain Waves. O rendimento médio anual do stake de USDN gira em torno de 12%, pagos diariamente. O stake das outras moedas do protocolo também é possível.

Em dezembro, foi lançado o stake de NSBT, aumentando a estabilidade das reservas colaterais do contrato inteligente, ao estimular ainda mais a emissão e a holding de NSBT.

Ao longo de todo o ano, o protocolo Neutrino foi se desenvolvendo, cada vez mais envolvido no ecossistema Waves. Cresce a quantidade de USDN como colateral, assim como a quantidade de WAVES bloqueada no contrato inteligente, enquanto o NSBT apoia e complementa perfeitamente o sistema.

Enquanto isso, as equipes do núcleo da Waves, Waves.Exchange, Ventuary Lab e PyWaves estão trabalhando duro para trazer mais funcionalidades para o Neutrino em 2021. No próximo ano, o Neutrino Token terá funções extras de governança, permitindo a configuração de mais parâmetros do protocolo. Em 2021, está prevista a emissão de moedas estáveis ​​atreladas à maioria das moedas mundiais, bem como índices de ações e commodities.

Será criado um sistema global de remessas baseado no DeFo. Após o lançamento da versão atualizada da linguagem de programação Ride, as pools do DeFo (pools que garantem a estabilidade dos ativos DeFo), serão compartilhadas com protocolos de swaps e empréstimos na Waves.

Após o lançamento do Gravity mainnet, os aplicativos DeFi no ecossistema Waves serão integrados de forma confiável ao Ethereum e estarão disponíveis nos protocolos desse ecossistema. Além disso, a equipe de desenvolvimento está trabalhando em um protocolo para os nodes da comunidade Neutrino, que permitirá o controle da comunidade sobre os nodes do Neutrino e distribuição de WAVES em stake.

Canais do protocolo Neutrino: Site, Medium, Twitter, e Telegram: global e brasileiro.


Faça parte da comunidade Waves Brasil!

Telegram
Twitter
Facebook
Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.