Waves 2021: virando a página

Neste artigo, o fundador da Waves, Sasha Ivanov, faz um balanço do ano que passou e aponta os caminhos para 2021.

2020 foi um ano difícil, mas pelo menos uma coisa boa aconteceu: o bear market para as criptomoedas chegou ao fim. Desde 2018, o universo das criptos estava em uma situação semelhante a quebra do dot-com, e apenas recentemente ocorreu a mudança para o bull market.

Portanto, estamos agora no início de uma nova fase no desenvolvimento da tecnologia blockchain, que terá como destaque a adoção em massa e inserção mais profunda da tecnologia de registro distribuído.

Não é de se admirar que, até agora, nós tenhamos basicamente apenas dois casos de uso bem-sucedidos para o blockchain, que são bastante semelhantes entre si. Esses casos são as transferências de valores, sob duas formas: descentralizada simples e algorítmica (DeFi). Ambos são grandes casos de uso que precisamos escalá-los. Mas devemos ter mente que uma nova fase traz novas possibilidades, exigindo abordagens inovadoras e questionando os princípios básicos dos registros distribuídos atuais.

De qualquer forma,  os aplicativos DeFi provavelmente continuarão sendo os mais importantes a curto prazo. Nesse cenário, é essencial o fornecimento de ferramentas adequadas para a próxima etapa do desenvolvimento DeFi. Essas ferramentas permitirão escalar além da fase inicial. Precisaremos de transações mais baratas e rápidas, maior segurança e melhor utilização da liquidez.

A Waves já oferece transações muito rápidas e baratas e produtos DeFi de sucesso, como o protocolo Neutrino. A próxima atualização da linguagem de programação Ride irá aprimorar a funcionalidade da Waves DeFi, ultrapassando o conjunto de recursos que estão disponíveis atualmente no Ethereum. Será possível, por exemplo, executar scripts de qualquer complexidade.

A rede Gravity, desenvolvida no ecossistema Waves, permite a comunicação entre blockchains e tornará possível a obtenção de liquidez em outros blockchains, eventualmente flexibilizando as fronteiras entre diferentes redes.

O Swop.fi, uma pool de liquidez da Waves, emitirá seu token de governança no início de 2021. Além disso, pools de empréstimos também serão lançadas e, no próximo ano, haverá pesquisas sobre melhores abordagens para criadores de mercado automatizados e melhores maneiras de usar a liquidez.

O sucesso inicial do DeFi foi devido ao modo de emprestar e negociar tokens on-chain. Esses são os primeiros casos que precisam de uma descentralização adequada. Mas é claro que o universo financeiro é muito maior que isso: abrange também seguros, remessas etc. Portanto, estamos buscando novas direções para a descentralização financeira.

Nossa iniciativa DeFo (Forex Descentralizado) tem como objetivo fornecer uma ferramenta para economias e remessas baseadas em moedas nacionais. Ativos sintéticos, vinculados à ativos do mundo real e baseados na economia Waves, podem se tornar uma ferramenta flexível para construir redes internacionais de transferência de dinheiro. O desenvolvimento do protocolo DeFo também busca a inserção de ativos mais voláteis. Em 2021, planejamos lançar ativos sintéticos atrelados ao Bitcoin e a diferentes ações.

Enquanto isso, o DeFi ultrapassou o mundo das criptos. No próximo ano, essa ferramenta irá influenciar as finanças tradicionais e veremos muitas tentativas de construir soluções semi-trustless combinando o melhor dos dois mundos.

Aplicativos DeFi corporativos logo se tornarão realidade. Essa tendência também é apoiada pelo ecossistema Waves. A Waves Enterprise terá projetos focados em conectar o DeFi ao mundo das finanças tradicionais. Espere por negociações de ações da Tesla na rede Waves ou Waves Enterprise!

Como já mencionei, a nova fase de desenvolvimento da indústria irá trazer novos casos de uso. Fui atraído pela tecnologia blockchain principalmente pela sua capacidade em oferecer um novo paradigma de interação social, no qual substituímos o consenso social pelo técnico. Aplicativos puramente monetários começarão a se entrelaçar com ferramentas de colaboração distribuída e organizações autônomas descentralizadas (DAOs).

Eu acredito fortemente que DAOs serão o próximo grande assunto das criptomoedas. Ainda estamos nos estágios iniciais de algo que mudará a maneira como a sociedade funciona. Em 2021, eu estarei focado na pesquisa sobre DAO, e tentarei lançar o primeiro DAO da nova geração na Waves.

Novos aplicativos podem fazer com que olhemos novamente para os princípios básicos da tecnologia de registro distribuído. A adoção em massa de aplicativos trustless irá impor requisitos de escalabilidade rígidos, o que são difíceis de conseguir com as abordagens atuais. Em 2021, vamos anunciar a Waves 2.0, que irá incluir o melhor do nosso ecossistema, levando em consideração a necessidade de interação entre redes e aplicativos DeFi escaláveis. Mas minha esperança é que isso também facilite incursões futuras em aplicativos trustless, além dos blockchains.

Sasha Ivanov


Faça parte da comunidade Waves Brasil!

Telegram
Twitter
Facebook
Instagram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.