Principais destaques do ecossistema Waves em 2020

2020 foi um ano muito atípico e difícil para o mundo inteiro. Mas, para o ecossistema Waves, acabou sendo um ano de conquistas e lançamentos de novos produtos e funcionalidades.

Principais resultados e estatísticas
  • Como Sasha Ivanov, fundador da Waves, disse em seu último AMA, os projetos baseados no protocolo Waves começaram a formar em 2020 um ecossistema completo, com uma proposta de valor clara e uma variedade de produtos, incluindo Waves.Exchange, Neutrino, Swop.fi , Gravity etc.
  • O número de moedas WAVES em stake aumentou de 50 milhões para 74 milhões.
  • A proporção de “invocations” de aplicativos descentralizadas aumentou para 40%.
  • Impulsionado pela alta demanda, o preço da moeda WAVES subiu consideravelmente de U$1,05, no início de janeiro, para U$8,99 em dezembro, atingindo um recorde histórico.
  • Em 2020, mais de 20 parcerias foram firmadas, com o objetivo de desenvolver as finanças descentralizadas (DeFi) e a comunicação entre blockchains.
Janeiro

No final de janeiro, foi criada a Waves Association, uma organização sem fins lucrativos, que tem como objetivo promover o desenvolvimento do ecossistema e da tecnologia baseada no protocolo Waves.

A criação deste orgão independente foi um marco importante na história do nosso ecossistema. O foco da Waves Association é a definição de prioridades e direções para o desenvolvimento da tecnologia Waves, por meio de votação descentralizada nas reuniões da associação.

Em janeiro de 2020 também ocorreram mudanças na governança e na política monetária do protocolo, o que demonstra uma evolução constante, tornando o protocolo mais atraente para vários grupos de usuários.

Teve também a festa de despedida do MRT (Miners Reward Token), com 1 milhão de WAVES no leasing, 70.000 WAVES como prêmio distribuído e 1.593.500 tokens MRT queimados.

Fevereiro

No final de 2019, o Waves Signer foi lançado, permitindo a operação segura de dApps, sem a instalação de aplicativos extras ou extensões de navegador. Em fevereiro de 2020, uma nova versão do Waves Signer foi lançada, com suporte para o Safari, o que facilitou o uso de dApps em dispositivos móveis.

Março

Finalizou-se o conceito para a versão 1.2 do software do nós e a equipe de desenvolvimento principal passou a trabalhar nele.

U$5 milhões foi o valor total de WAVES depositados no contrato inteligente para gerar o Neutrino USD (USDN), a primeira stablecoin lançada no protocolo Neutrino.

Abril

Em abril, a Waves fez aniversário de 4 anos, e comemoramos em condições de lockdowm e trabalho remoto. Nesse mês, também foi lançada a versão 1.2 do protocolo Waves em stagenet, apresentando uma série de melhorias. O lançamento incluiu uma atualização na versão da linguagem Ride, trazendo várias funções novas. As transações com falha foram adicionadas ao blockchain, e foi introduzido um novo tipo de transação, que permite a atualização do nome e descrição de um token.

Houve a atualização de produtos para desenvolvedores, como a extensão para VS Code, IDE online, entre outros. Tudo isso com suporte para as novas funcionalidades do protocolo e da linguagem Ride.

Maio

Com a versão 1.2.5, o protocolo Waves e a linguagem Ride obtiveram funções de suporte à criptografia ECDSA, utilizada na rede Ethereum. Isso abriu caminhos para a comunicação entre redes.

Os participantes do hackathon Hack4Future usaram o protocolo Waves para resolver problemas do mundo real e implementaram duas soluções – uma para conter a propagação da pandemia de COVID-19 e outra para a certificação de participantes em vários eventos.

Junho

Após seis meses de pesquisa, começou em Junho o desenvolvimento protocolo Gravity, de comunicação entre blockchains, de acordo com o White Paper. Este protocolo facilita a comunicação multifuncional entre blockchains, sem a emissão de um token nativo. A ausência de um token próprio e a abordagem agnóstica de blockchain levam à criação de um ecossistema inclusivo e aberto, resolvendo os problemas futuros de escalabilidade e estabilidade. O Gravity expande as possibilidades de todos os elementos do ecossistema Waves e, principalmente, funciona como um portal de mão dupla entre a Waves Tech e todo o espaço DeFi.

Ilya Smagin introduziu o conceito de “cálculos contínuos” (Continuations). Esse conceito permite dividir a execução do script em vários blocos, facilitando o desenvolvimento de dApps e resolvendo possíveis problemas de escalabilidade.

A documentação do protocolo Waves passou por grandes atualizações: http://docs.wavesprotocol.org/en/building-apps/how-to

Julho

Na primeira reunião da Waves Association, os princípios básicos das operações dos grupos de trabalho foram definidos. Além disso, elegeram-se os chefes de três grupos de trabalho: Membros, Subsídios e Financiamento e Pesquisa e Desenvolvimento.

Em julho, a Waves firmou parceria com o V-ID, um serviço de certificação e verificação. A colaboração tem como objetivo pesquisas conjuntas na área de certificação de documentos e dados no blockchain da Waves.

Também firmou-se uma parceria com o Band Protocol, visando o desenvolvimento das finanças descentralizadas (DeFi). Os dois projetos concluíram a integração dos oráculos descentralizados e personalizáveis do Band Protocol para vários aplicativos DeFi no ecossistema Waves.

O DeFi entre redes foi mencionado pela primeira vez em um artigo do Sasha, como um dos principais objetivos para o desenvolvimento do protocolo Waves em 2020.

Um curso para desenvolvedores, Mastering Web 3.0 with Waves, foi lançado na Coursera, a plataforma mais popular de cursos online.

Agosto

Para que os novos usuários conheçam melhor o ecossistema, foi lançado em agosto o novo site waves.tech, com informações detalhadas sobre os produtos e a tecnologia da Waves.

As parcerias com Tron, Ontology, Fetch.AI, Suterusu e Ankr anunciadas em agosto, têm como objetivo geral desenvolver a comunicação e, principalmente, o DeFi entre redes.

A nova versão do software do nó Waves, Malibu, foi lançada na mainnet, trazendo uma série de melhorias para o protocolo (adicionando VRF, compatibilidade Ethereum e otimização de rendimento), assim como novos recursos para desenvolvedores da Ride.

Setembro

Em setembro, ocorreu o lançamento do Forex descentralizado (DeFo), anunciado um mês antes. Além disso, houve a emissão de novas stablecoins. Graças ao uso do algoritmo de consenso LPoS, as novas stablecoins oferecem um rendimento anual entre 10% e 15%.

No primeiro período de votação, mais de 80% dos nós da rede apoiaram a versão mais recente do protocolo, “RIDE V4, VRF, PROTOBUF, FAILED TRANSACTIONS”, que foi então ativada com sucesso.

Waves e Swingby uniram forças para expandir a infraestrutura de comunicação entre redes e conectar os tokens LTC e BEP-2, por meio do protocolo Gravity.

Graças a parceria com o Fantom, o token WAVES integrou-se ao ecossistema Fantom DeFi como colateral, para a emissão de ativos sintéticos, incluindo o fUSD, a moeda estável do Fantom atrelada ao dólar americano. Os titulares de WAVES puderam usar o fMint para acessar o fUSD, além de outros ativos sintéticos necessários para utilizar os produtos Fantom DeFi, como o serviço de empréstimo fLend e o serviço de negociação fTrade.

Outubro

Em outubro, ocorreu a portabilidade do token WAVES para a rede Ethereum, na forma de um token padrão ERC-20. Isso permitiu que os holders transferissem tokens entre as duas redes, usando o gateway da Waves.Exchange.

Alguns protocolos de primeira e segunda camada (Solana, Matic, Ergo) uniram esforços com a Waves para desenvolver soluções descentralizadas entre redes.

A Waves Association anunciou o programa de subsídios, que concederá 1.000.000 de WAVES para apoiar projetos e equipes que desenvolverem soluções para o protocolo Waves ou para DeFi entre blockchains.

Novembro

Foi lançada a implementação do protocolo Waves na linguagem Go, com suporte para todas as funcionalidades. Com isso, a Waves é um dos protocolos de blockchain que possui duas implementações alternativas independentes, o que melhora a segurança da rede, tornando-a menos vulnerável a diversos tipos de ataques.

Foi lançado o Swop.fi, o criador de mercado automatizado da Waves (AMM – Automated Market Maker), reunindo diversas pools de liquidez, com base em diferentes fórmulas de preços, que funcionam melhor de acordo com o par de tokens.

O token WAVES foi listado na FTX, uma exchange de criptos em rápida expansão. Isso proporcionou novas oportunidades para titulares de WAVES e aumentou a liquidez do token.

A equipe Waves participou e ganhou o Prêmio Ecossistema do Odyssey Momentum, um grande hackathon focado em blockchain e IA.

O protocolo Gravity foi lançado em mainnet alfa, comportanto tokens emitidos na Waves e na Binance Smart Chain, através do gateway SuSy, que facilita a negociação trustless de tokens entre diferentes redes.

Outros quatro protocolos firmaram parcerias com a Waves para desenvolver o DeFi entre blockchains: OkeXChain, Madana, Conflux e IOST.

Dezembro

No início de dezembro, foi aberto o período de inscrição para subsídios da Waves Association. Foram apresentadas 18 candidaturas, das quais 6 receberam financiamento.

Duas propostas para aprimoramento do protocolo Waves, (WEP-11 e WEP-12) foram finalizadas e publicadas no fórum. Em seguida, foram implementadas na versão 1.3.0 em stagenet. Graças a essa melhoria, dois dApps podem se comunicar não apenas por meio do armazenamento da conta, mas também se conectando diretamente. Os desenvolvedores da Waves já podem testar as novas funções e o modelo de execução dApp, que não estão disponíveis em nenhum outro blockchain.

Graças à parceria com o protocolo Bonded, o token WAVES ERC-20 foi disponibilizado neste protocolo. Como resultado da integração do WAVES ERC-20, este token pode ser utilizado como colateral em contratos inteligentes vinculados.

Em suma, foi um ano excelente para o ecossistema Waves: muitos projetos lançados e projetos existentes em rápida expansão, além do que esperávamos. Gostaríamos de agradecer a nossa comunidade pela participação ativa no desenvolvimento do ecossistema. Valorizamos cada um de vocês e esperamos que essa parceria permaneça frutífera nos próximos anos!


Faça parte da comunidade Waves Brasil!

Telegram
Twitter
Facebook
Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.